Porque não concordar com a alteração na franquia de bagagem proposta pela ANAC

mala

Olá amigos, hoje vou falar um pouco sobre a nova resolução que a ANAC estará examinando na próxima terça-feira (13 de dezembro). Trata-se de uma proposta para que o valor da franquia de bagagem – atualmente 23kg para vôos nacionais – não esteja mais incluído no preço das passagens aéreas.

Na prática, o que muda para o consumidor é o seguinte: quando quiser despachar malas ou outros objetos, este serviço deverá ser pago a parte.

A primeira vista a ideia pode parecer interessante para que o consumidor que leva pouca coisa ou nada não tenha que pagar pelo carregamentos dos demais, porém é preciso fazer uma análise um pouco mais a fundo. Não há nenhuma garantia de que os valores das passagens vão abaixar em razão disto. A única garantia temos até então é de que quem quiser carregar volumes acima dos permitidos dentro da cabine, deverá arcar com isso por fora.

Então, na minha opinião, o consumidor em nada se beneficiará, pelo contrário, só terá mais um encargo quando for viajar.

Só resta torcer para que a resolução não seja aprovado, o que eu sinceramente acho bem difícil. 🙁

Comment (1)

  • Lacey Reply

    Just do me a favor and keep writing such trhcenant analyses, OK?

    29 de abril de 2017 at 02:46

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *