Direitos que o consumidor não tem

consumidor

Até agora todos os textos que publiquei aqui foram para informar o consumidor sobre os direitos que possui. Porém, a partir de hoje vou iniciar uma série de postagens na contramão disso: sobre os direitos que o consumidor não tem. Tudo o que será comentado abaixo são dúvidas que clientes já me fizeram, então é provável que interesse a outras pessoas também:

Parar de pagar o financiamento de carro que foi roubado:

Quando o consumidor que não possui seguro é vítima de um roubo/furto e não consegue ter o veículo que ainda está pagando recuperado pode surgir a dúvida a respeito do dever ou não de continuar pagando as parcelas do financiamento. A questão inclusive já parou na justiça.

Porém, infelizmente não é direito do consumidor deixar de cumprir as prestações restantes. Isso acontece pois o crime não é de responsabilidade da financeira, mas de terceiros.

Direito de troca em qualquer hipótese:

A possibilidade de troca dos produtos comprados, mesmo quando estão em perfeito estado, é tão repetida no comércio em geral que os consumidores podem achar que trata-se de um dever dos lojistas.

Embora o consumidor tenha o direito de desistir das compras realizadas fora do estabelecimento físico (aqui se enquadram internet, revistas, catálogos e televendas), o mesmo não se aplica aos itens comprados na loja física. Nestas, a prática da troca é apenas uma liberalidade das lojas, um atrativo para seus clientes.

Então, é importante que o consumidor esteja atento, pois valerá o combinado entre vendedor e cliente no ato da compra.

Finalmente, se o produto apresentar problemas, o consumidor poderá sempre reclamar no prazo de garantia legal, mas isso é assunto para outra postagem.

Se você também tem dúvida sobre possuir ou não um direito quanto consumidor, coloque nos comentários que no próximo texto eu respondo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *